... na busca dessa famigerada raça chamada Jornalistas 2.0 em Portugal
26
Nov 09

O teclado está bloqueado, o que, metaforicamente, quer dizer que estou bloqueado.  Amanhã tenho reunião de orientação, para a qual deveria ir "já com a escrita muito adiantada" (OLIVEIRA), o que não acontece de todo.

 

E para quê este desabafo Orwelliano e altamente comprometedor para a minha reputação em rede (?), perguntais-me vós . Em primeiro lugar, porque acredito que seja algo que seja comum a muitos de nós. Em segundo, porque (ainda) é algo que acho natural tendo em conta as limitações de tempo de que padeço e, sobretudo, a convicção de que, dada a importância da fundamentação teórica num trabalho destes, só deverei iniciar a escrita quando tiver a mínima segurança para o fazer. Ate lá, porém, não há descanso.  A parte inicial da tese  - na qual procurarei dar conta da definição de media sociais (que é tudo menos consensual) e dos paradigmas que lhe estão inerentes - exige um enquadramento bastante abrangente (que foca, entre outros aspectos, a evolução dos media, a exploração do conceito da web 2.0 e dos  paradigmas associados, as diversas tipologias de media sociais), pelo que tenho pasado horas na companhia dos meus novos amigos: Castells, Gillmor,  Macluhan, Bowman, Varela, Burns, O'reilly,  entre outros cujos contributos têm sido de extrema importância. Ora, quando já não podia ver google books, posts e e artigos à frente, eis que encontrei um novo amigo que vai com certeza ser uma grande inspiração. O nome é Clay Shirky, tem vários trabalhos produzidos na área do impacto da internet na socidade (mais especificamente, dos media sociais)  e passo a apresentá-lo. Enjoy it...

 

 

 

We are increasingly in a landscape where media is global. social, ubiquitous and cheap. Now most organizations that are trying to send messages to the outside world, to the distributed collection of the audience, are now used to this change. The audience can talk back. And that's a little freaky. But you can get used to it after a while, as people do.

 

Clay Shirky, 2009


mais sobre mim
Tema do Projecto
JORNALISTAS 2.0: PROBLEMA OU OPORTUNIDADE NAS REDACÇÕES DA IMPRENSA DIÁRIA PORTUGUESA? (ainda em estudo. queria usar a palavra conversação algures...)
Autor
Tiago J. Reis
Âmbito
Mestrado em Comunicação Multimédia | Multimédia Interactivo pela Universidade de Aveiro
Ano Lectivo
2009/2010
Orientadora
Lídia Oliveira Hélder Bastos (co-orientador)
pesquisar blog
 
comentários recentes
Olá professor,Obrigado pelas informações. O cenári...
Olá Tiago. A data alternativa a 20 de Janeiro é na...
Eis algo que pode dar jeito: O projecto Beamups (w...
Sim, bastante pertinente para quem está a estudar ...
Concordo com a Teresa. Por acaso essa apresentação...
Esta apresentação está muito interessante: ilustra...
Na 2ª feira eu pergunto ao segurança.
Não dei conta, mas se entretanto ninguém a encontr...
Viva Tiago :PÉ só para te dizer que o I am Erasmus...
Guiei-me pela questão que tens ali ao cantinho, so...
blogs SAPO